Um blog sobre qualquer coisa que valha a pena escrever.


Crédito

Para divulgar a Traduttori Traduções, um curso de inglês pequeno de Brasília, a AgênciaClick criou uma péssima ação: colocou no ar falsas traduções dos começos de episódios piratas de Lost que rodam por aí, como a que você pode ver clicando aqui.

Eu concordo com a agência, que no vídeo-case que pode ser visto clicando aqui, fala que a ação fez a Traduttori ficar conhecida em todo o país. Só acho que faltou falar que esse conhecimento de marca foi negativo. Eu não baixo os episódios piratas de Lost, mas se eu baixasse, e eles viessem com essa falsa tradução, eu ia ficar tão puto que se um dia precisasse escolher um curso de inglês eu ia ter uma única certeza: com certeza, não ia ser a Traduttori.

O que me espantou nisso tudo não foi a ação em si, já que a publicidade está cheia desses lixos, mas a agência responsável, a AgênciaClick. E, principalmente, o fato da ação ter sido premiada no Wave Festival, do Meio & Mensagem, quando, na verdade, deveria servir de exemplo do que existe de pior na publicidade.

Via.

Anúncios

Comentários em: "O tiro no pé da Traduttori Traduções" (1)

  1. O tiro no pé! hauahua… Demorei 1 pouquinho p/ juntar todas as informações, mas tá valendo agora, consegui bolar 1 comentário…hahaha:
    Achei a ação legalzinha depois que vi direito. Foi um jeito bem diferente de divulgar a empresa. Mas no caso de ter colocado o episódio na internet para o pessoal baixar, teria colocado o “previously”, com a tradução errada no início, como foi feito, depois deixaria mais clara a mensagem: “Não seja refém do inglês dos outros” (uma sacada bem legal, com a relação de refém com LOST e tals) com o nome da empresa, e aí sim colocaria novamente o “previously” com a tradução correta e o restante do episódio. Pois ficou um pouco confuso até que ponto a lengenda está correta, para alguém que não entende muito bem o inglês.
    Acho que essa seria uma maneira de não causar muita ira no pessoal que baixa os episódios da série, porque p/ quem é fã, sei que até o mínino detalhe faz diferença e algo q interfere nesse mínino causa raiva…heehhe…
    Quanto a associação do nome da empresa à pirataria aí sim temos um problema mais sério. Eu ñ tenho nd contra, mas a lei tem, né!?
    P/ ser menos “alternativo”, e acredito q com um resultado maior, mas o que também exigiria um investimento maior, eu faria um anúncio na TV com 1 tradução errada de algum trecho de um filme bem conhecido, que causasse humor e depois a mensagem de não depender do inglês do outros, o nome da empresa, e talvez a tradução correta do mesmo trecho, ou no caso de um filme já conhecido essa tradução correta nem seria necessária. Não sei ainda tem vários aspectos p/ se analisar e pensar sobre o caso…heheh…
    Mas de qualquer forma, como o Felipe msm disse, isso ñ é um viral pq duvido que teve alguém que achou “super legal” e repassou para os amigos com humor, só nós, publicitários, mesmo. E ainda assim muitos ñ gostaram, e passaram como péssimo exemplo, neh, Fê!? eheheh…
    Eu ñ tenho nada contra nem a favor da ação, muito pelo contrário. Só acho q o impacto ñ deve ter sido dos melhores. De qualquer forma também ñ foi dos piores…hauahuau…
    Pode até ter sido um “tiro no pé”, mas foi um tiro com espingarda de chumbinho, acho que nada além disso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: