Um blog sobre qualquer coisa que valha a pena escrever.

Arquivo para junho, 2009

Não diga. Mostre

Muito mais eficiente que dizer que o seu produto é isso, que o seu produto é aquilo, é mostrar que o seu produto é isso, que o seu produto é aquilo.

A Ultimo Bras, marca de lingeries britânica, descobriu que o que as mulheres buscam num sutiã é conforto (para evitar problemas de saúde) e segurança (para não pagar peitinho). Como mostrar, então, de forma “palpável”, que os produtos da empresa possuem esses dois atributos?

Simples: colocando “mulheres de peito” para andar de montanha russa usando sutiãs Ultimo Bras, e registrar tudo em vídeo. Depois é só trabalhar bem a assessoria de imprensa e esperar ser destaque no The Sun, um dos jornais de maior circulação da Inglaterra.

E viva a guerrilha!

Via.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

DM9/WWF-Brasil – Dia mundial do meio ambiente

Dia mundial meio ambiente 01

Hoje é o Dia mundial do meio ambiente e, para comemorar, a DM9 criou uma ação genial para a WWF-Brasil: a edição de hoje do jornal Destak foi impressa sem as páginas 05 e 06. Da página 04 o leitor era levado diretamente para a página 07, onde encontrava um anúncio que pedia para ele entrar no site http://menosduaspaginas.com e descobrir porque isso aconteceu.

Dia mundial meio ambiente 02

Com essa ação eles conseguiram economizar 150 mil páginas, o que demonstra o conceito de que “são pequenas atitudes que ajudam a conservar nosso planeta todos os dias.”

Via.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

Marketing de permissão

Marketing permissão

Ontem terminei de ler “Marketing de permissão” do Seth Godin e achei muito interessante a ideia de conseguir que as pessoas aceitem, voluntariamente, receber as mensagens de marketing. Isso por dois motivos:

  • economia: como o Marketing de permissão só fala com quem escolheu receber a mensagem, pode-se diminuir os investimentos em mídia de massa, que geram grande desperdício ao atingir, além do público-alvo, um público-não-alvo
  • retorno sobre o investimento: como escolheram, voluntariamente, receber a mensagem, as pessoas estão muito mais abertas e receptivas a ela, o que gera, com certeza, resultados superiores aos de quando se recebe uma mensagem não solicitada

Para mim, “Marketing de permissão” já virou um daqueles livros “altamente recomendáveis”. Assim que der vou começar a ler “Marketing ideiavírus“, também do Seth Godin. Quando terminar, posto aqui.

PS: Esqueci de falar como é impressionante que “Marketing de permissão” continue sendo tão atual, pelo menos em sua maioria, mesmo 10 anos depois de ter sido escrito.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: