Um blog sobre qualquer coisa que valha a pena escrever.

Posts marcados ‘Marketing de guerrilha’

Alfa Romeo – Ação de guerrilha

Bela ação de guerrilha criada pela agência Duval Guillaume da Bélgica para o Alfa Romeo.

O objetivo era divulgar nos maiores centros de compra do país uma promoção de vendas do carro. Assim, a agência instalou um Alfa Romeo de verdade dentro de um carrinho de compras e assinou: “É fácil comprar um Alfa Romeo MiTo quando os preços estão reduzidos”.

Boca-a-boca e mídia espontânea garantidos.

Via.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

Não diga. Mostre

Muito mais eficiente que dizer que o seu produto é isso, que o seu produto é aquilo, é mostrar que o seu produto é isso, que o seu produto é aquilo.

A Ultimo Bras, marca de lingeries britânica, descobriu que o que as mulheres buscam num sutiã é conforto (para evitar problemas de saúde) e segurança (para não pagar peitinho). Como mostrar, então, de forma “palpável”, que os produtos da empresa possuem esses dois atributos?

Simples: colocando “mulheres de peito” para andar de montanha russa usando sutiãs Ultimo Bras, e registrar tudo em vídeo. Depois é só trabalhar bem a assessoria de imprensa e esperar ser destaque no The Sun, um dos jornais de maior circulação da Inglaterra.

E viva a guerrilha!

Via.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

Cabides para divulgar perfume de Christina Aguilera

Perfulme Christina Aguilera
Clique para ampliar

Muito interessante essa ação ambiente criada pela agência Mizbala, de Tel-Aviv, Israel. O objetivo era motivar as pessoas a comprar o novo perfume de Christina Aguilera através do conceito “Às vezes ele é tudo o que você precisa usar (no sentido de vestir)”.

A solução que eles encontraram foi pendurar em lugares públicos por todo o país milhares de cabides com uma amostra do perfume e uma embalagem com a marca de Christina Aguilera.

Simples e direto. A ação alcançou 1 milhão e meio de pessoas, levou ao mais alto número de vendas de um novo perfume na história de Israel e gerou muito boca-a-boca e mídia espontânea. Além disso, o perfume se esgotou em menos de uma semana.

Via.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

Minc, o guerrilheiro

Carlos Minc
Crédito

Hoje lendo essa entrevista com o Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, também conhecido como Ministro dos Coletinhos, ou Ministro do Boi Pirata, confirmei uma coisa que eu já desconfiava: ele é um guerrilheiro-nato. Vejam as declarações:

Cheguei à conclusão de que é a visibilidade que faz as pessoas dar importância a um trabalho. Quando era deputado estadual no Rio, fiz uma lei obrigando motéis a vender camisinhas a preço de custo aos hóspedes. Depois, fui até o obelisco da Avenida Rio Branco, um símbolo fálico da cidade, e coloquei nele um camisão de 18 metros de altura. As pessoas entenderam logo a mensagem: camisinha é fundamental.

Não vejo problema em criar uma situação que chame a atenção da mídia. Quando era deputado, levei a imprensa a um edifício para mostrar uma moradora que, a partir de uma lei minha, garantiu o direito de sua empregada de usar o elevador social. Apareceu a empregada entrando pela porta da frente com o mandado de segurança na mão, tal como uma carta de alforria. No fim, ela deu um beijinho na patroa. Foi o fecho da matéria do Jornal Nacional. A minha estratégia é essa. Dizem que quero aparecer, mas o fato é que ninguém lê o Diário Oficial. A mídia quer notícia? Eu dou notícia.

Depois dessa aumentou ainda mais a simpatia que eu já tinha por ele. Viva Minc, o guerrilheiro!

Me siga no Twitter: http://twitter.com/felipemendes87

Advertising is dead, Long live advertising

Ontem eu terminei de ler Advertising is dead, Long live advertising, um livro muito bom sobre mídias alternativas e marketing de guerrilha que eu ganhei de aniversário da minha amiga Débora.

O livro é muito atualizado e traz nas suas 224 páginas coloridas tanto teoria (sempre numa linguagem muito simples e direta) como prática (230 cases de todo o mundo, inclusive do Brasil). Com certeza, vai ajudar muito na minha monografia (A migração das verbas de veiculação para as mídias alternativas) e é leitura obrigatória para quem gosta do assunto.

Agora vou começar a ler Ponto de Impacto, o único livro do Dan Brown que eu ainda não li. Assim que eu terminar, posto aqui, aguardem!

Agora eu também estou no Twitter. Me siga! http://twitter.com/felipemendes87

Guerrilha em cinema de Hamburgo

UPDATE (21:30): assista o vídeo da ação e preste atenção em como o público reage quando descobre que aquilo tudo tinha sido uma ação de marketing:

Para comunicar a rapidez na publicação de notícias do portal alemão Stern, a Grabarz & Partner, de Hamburgo, criou uma ação de guerrilha muito legal.

Essa ação aconteceu num cinema e funcionou assim: pouco antes do início do filme, uma mulher começava a gritar e a se contrair, como se estivesse dando à luz. Logo depois, com a ajuda do marido, ela saía da sala e nesse momento aparecia na tela a seguinte frase: “Gêmeos nascem em cinema de Hamburgo”, além de fotos do casal com os bebês e o slogan: “Notícias tão rápidas como você nunca viu antes”.

Alguém consegue imaginar qual foi a 1ª coisa que as pessoas que estavam no cinema fizeram quando chegaram em casa?

Via.

Agora eu também estou no Twitter. Me siga! http://twitter.com/felipemendes87

Guerrilha para o Banco de Alimentos de Israel

O Banco de Alimentos de Israel criou uma ação de guerrilha muito legal para conseguir doações para o combate à fome: pratos encaixados em bueiros como se estivessem num escorredor de louça. A seguinte frase vinha escrita nos pratos: “Muitas pessoas comem nas ruas. Para doações e informações, http://www.bankmazon.org”.

O resultado, que pode ser visto no vídeo abaixo, foi que milhares de pessoas pararam para ver o que estava escrito nos pratos, depois entraram no site e fizeram doações.

Via.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: